Censura nos videogames

Manhunt2Se você mora no planeta Terra, deve ter ouvido falar que o jogo Manhunt2 foi classificado nos EUA pela ESRB (associação que tem como objetivo classificar por faixa etárea os jogos antes E DEPOIS deles serem lançados) como AO (Adults Only). Isso significa que o jogo não vai ser lançado, na realidade, já que nenhuma grande cadeia de lojas nos EUA vendem jogos AO, e nenhum fabricante de console quer um jogo AO rodando em seus aparelhos.

Eu já tinha achado essa atitude arbitrária e moralmente paranóica, mas depois de ler o post no site Three Hundred Mechanics, cheguei à conclusão de que os americanos realmente não têm a menor noção.

No post, o autor (Sean Howard) reclama, também, da classificação dada ao jogo. Uma coisa interessante nessa discussão é: porque diabos os caras proíbem (já volto a esse ponto) um jogo de videogame e não proíbem um filme como “O Albergue”?

Sean revela dados curiosos sobre a ESRB. Por exemplo: é uma associação formada pelos grandes produtores de software dos EUA. Ou seja: um jogo da Eetronic Arts pode sair com uma classificação M (de Mature) e um jogo de outra produtora menor, com menos poder na ESRB, que tenha o mesmo conteúdo, pode levar um AO. Mas daí alguém pode dizer: mas só pelo fato dele ser classificado como AO não significa que o jogo foi proibido. Sim, na prática foi proibido, já que ninguém vai vendê-lo. Tanto é que Manhunt2 nem vai mais ser lançado.

E os caras da ESRB não param por aí. Eles querem classificar os trailers dos jogos também. Além disso, eles querem que os sites que os disponibilizam tenham uma verificação de idade do internauta para ele poder assisti-los. O problema é que eles classificam os trailers baseados no jogo em si, e não no que é mostrado no trailer (!). É como dizer que menores de 18 anos não podem ver um trailer de um filme pornô, não importa o conteúdo mostrado. Como disse Sean: é poder demais para uma organização.

Agora coloque-se no lugar da produtora de Manhunt2. Os caras investiram uma grana alta pra fazer o jogo, e agora simplesmente terão que abandonar o projeto. Deixem o jogo viver! Tem coisa muito pior por aí que ninguém dá a mínima. Pode até ser, mesmo, que a idéia de limpar o mundo de toda porcaria para evitar que nossas crianças tenham suas mentes poluídas seja válida, mas não são apenas as crianças que jogam videogames.

Pessoas aprenderam que nem todos os desenhos animados são para crianças. Temos que aprender que nem todo “joguinho” de videogame é para criança também. A idéia de se ter uma classificação etária deveria ser para servir de guia para a compra/aluguel desses jogos, e não para servir como instrumento de censura. Tem gente querendo até que os jogos classificados como M sejam colocados em salas separadas em lojas e locadoras, e que você só possa entrar se tiver mais de 18 anos. Parece familiar?

Sean termina com uma afirmação que, para mim, representa o sentimento generalizado dessa discussão toda: o mundo não precisa da ESRB, mas precisa dos jogos que ela está proibindo.

Anúncios

3 Responses to Censura nos videogames

  1. Volt disse:

    É estranha a não publicação de jogos devido ao seu conteúdo, ao menos algumas redes de lojas deveriam aceitar o produto, agora gostaria realmente de ver o conteúdo tão proibido desse jogo, eles ganharam um belo marketing!

  2. Daniel Trezub disse:

    Certeza, pena que acabaram caindo na própria armadilha, tipo “vamos fazer um jogo violento que daí todo mundo vai falar dele e vamos vender adoidado”.
    :S

  3. junio disse:

    Olha que o jogo foi proibido eles podim lançar na net de graça.hehehe…mais e claro que isso e impossivel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: