Photoshop: dádiva ou maldição?

Essa discussão já é velha, mas sempre aparecem novos exemplos para que ela retorne à tona: o Photoshop é uma dádiva ou uma maldição para a raça humana?

Não podemos negar que o programa faz mágicas, milagres até. Mas até que ponto essas mágicas são válidas? Playboys da vida são uma das coisas que me fazem pensar que o programa deveria vir acompanhado de um termo de responsabilidade. “Não enganareis seus leitores”, poderia ser um dos mandamentos do usuário de Photoshop.

Mas o pior é quando depara-se não com a perfeição total de uma modelo de Playboy ou de Cláudia, mas com a imperfeição artificialmente criada em alguns outros lugares. A foto abaixo estava na página inicial de uma grande operadora de celular (retirei o nome para não constranger seus clientes).

Onde estão as sardas?Só de “bater o olho” achei que tinha alguma coisa errada com a moça. Além do fato de ela poder estar estampada na campanha da Dove, a diferença entre seu rosto e seus ombros é gritante. O rosto foi tratado no Photoshop e cada marquinha foi retirada sem dó nem piedade. É praticamente impossível que uma pessoa que tem os ombros sardentos como o dela não tenha sequer uma sarda no rosto. Além disso, a pele do rosto está mais clara que do resto do corpo, indício claro de tratamento Photoshop pela metade.

Quer fazer? Faz direito! Já que trataram toda a pele do rosto da moça, porque não dar um trato no cabelo dela, também? Fios soltos, rebeldes, quase emaranhados… Não combina.

E uma regra básica: os olhos. Nunca, quer dizer, SEMPRE dê atenção especial aos olhos. Parece que a foto foi tirada logo depois da menina dar uma piscada com o olho direito (ele está mais fechado que o outro). Ok, ok, o fotógrafo poderia ter visto isso, mas já que a foto foi para tratamento, custava dar uma acertada?

E, já que estamos achando motivos para a moça não ser convidada para o jantar da sua família no domingo, o que dizer das ruguinhas nas costas, ali onde elas encontram-se com o braço? Coisa de 5 minutos para arrumar…

O problema todo é que o trabalho foi feito pela metade. Talvez se a foto tivesse sido publicada ao natural, sem tratamento, ou apenas com tratamento de cores, brilho, contraste, essas coisas, passaria desapercebida. Ou se tivesse sido tratada como um todo, arrumando cada pequena “imperfeição”, como estamos quase acostumando a ver em revistas e na mídia em geral.

E é um voto para “maldição”.

Anúncios

7 Responses to Photoshop: dádiva ou maldição?

  1. Pri disse:

    Ah, um dia era pra uma foto minha estar ilustrando esse post =P

  2. Daniel Trezub disse:

    Mas daí não seria um post sobre maldição do photoshop, mas sim sobre como algumas pessoas não precisam de Photoshop ;)
    E pare de fazer spoiler no meu blog!

  3. Diandra disse:

    O que eu gostaria mesmo era de um photoshop acoplado nas máquinas fotográficas digitais… assim ninguém nunca iria tirar uma má foto. Ou melhor, até tirariam, mas com um nip tuck aqui e ali, ficaria no mínimo aceitável, quem sabe até, modelo de revista.rs

    XO

  4. Daniel Trezub disse:

    O pior (ou melhor) é que falta pouco pra isso. Vários filtros já vem incorporados nos softwares das máquinas mais modernosas, e até mesmo dos celulares mais invocados (né, Pri?). Se as Canon já têm identificador de rostos para auto-foco, é um pulo para ter um filtro do tipo Healing Tool.

  5. Pri disse:

    A câmera de um amigo meu tem um recurso chamado “pele suave”. Desisti da minha, só quero sair em fotos daquela câmera. É absurdo!

  6. Julia disse:

    eu gostaria de saber qual a versão de photoshop mais indicada para arrumar por exemplo o tamanho dos seios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: