Guitar Hero III – Um review

Guitar Hero IIICom isso inauguro meus reviews de jogos para o PS2.

Acabo de receber meu GH3. Comprei o bundle com duas guitarras e, cara, posso dizer uma coisa: comprar jogo original faz bem… Faz bem pra consciência, só não faz bem pro bolso. Eu (como qualquer um criado em escolas de artes) sou um cara que valoriza a aparência dos produtos, as embalagens, a apresentação em geral. Sei do trabalho que os caras têm pra projetar embalagens e materiais gráficos.

E, fazendo uma análise do material do GH3, posso dizer que é tudo muito bem feito. A sensação de você ter nas mãos um jogo original, com a caixinha do DVD impressa de verdade, sem ser daqueles xerox coloridos mal feitos, e com o livreto de instruções dentro é outra, pode acreditar.

A Guitarra

As guitarras do GH3 são todas sem fio, wireless. No caso do PS2, um sensor acompanha o instrumento para ser ligado na porta do controle. Foi lançado um pacote com o jogo e guitarras com fio, mas não se iluda: são as guitarras antigas, do GH2, que devem ter encalhado e estão querendo desovar. Na minha opinião, se puder escolher fique com as novas, pretas.

A primeira coisa que se nota na nova guitarra é a melhoria na qualidade. Os botões estão melhores, mais macios e um pouco mais baixos, e pareceu-me que o conjunto como um todo está mais leve. Depois de jogar algumas horas nem fiquei com os tendões da mão doendo, como acontecia com a outra guitarra. O novo modelo parece mais um instrumento de verdade, também. Talvez por causa da forma e da cor.

A única ressalva é sobre o “Kramer” serigrafado no braço. Achei um tanto “vagabundo”, destoando da qualidade do controle, que no geral é bonito pra caramba :)

O fato dele ser sem fio não interfere de forma negativa na jogabilidade, e tudo funciona perfeitamente. É fácil esquecer que não tem cabos ali. Se você é um jogador da nova geração, já deve estar acostumado, mas para os jogadores de PS2 isso é uma novidade.

Uma das grandes mudanças dessa guitarra para os modelos anteriores é o braço removível. No big deal, na verdade. O encaixe é super firme, e é até meio difícil de remover o braço (ainda bem).

O Jogo

Como você deve saber, a produtora dos jogos anteriores largou mão da franquia e essa nova versão ficou a cargo da Neversoft. A diferença entre o GH2 e o GH3 é bem visível.

Basicamente o jogo é o mesmo. Mas no visual a coisa pega. Eu gostava mais do visual dos jogos anteriores. A introdução e as cut-scenes são ótimas, mas os personagens do jogo e mesmo a interface sofreram um pouco com a mudança.

Os personagens estão mais “computadorizados”, mais 3D, mais feios. E a interface também está mais feia, com as chamas das notas tendo sido trocadas por umas faíscas que não convenceram. A vocalista da banda é feia de dar dó, e o vocalista dá até um negócio ruim no estômago de ver cantando, com aquele queixo exagerado. Mas o pior mesmo é o baterista. Como explicar? Parece que as baquetas foram coladas na mão dele. Sabe aquele tipo de efeito podre de 3D, quando as mãos não parecem estar segurando o objeto? Então, isso mesmo.

Uma melhoria muito bem vinda foi na indicação das notas que podem ser tocadas usando hammer-ons e pull-offs. Ficou muito mais fácil de distinguí-las entre as notas normais, já que agora elas tem um glow em cima. Ponto para a Neversoft.

Outro probleminha que vi foi em relação ao volume. Em algumas músicas o volume das guitarras varia muito, principalmente quando entram os solos ou quando entram os vocalistas. Não sei se foi proposital, mas não ficou bom.

Eu joguei metade das músicas no modo Easy, e posso dizer que é fácil demais. Além disso, em algumas músicas as notas que você toca parecem não ter relação alguma com a música que está sendo tocada. Talvez seja impressão por causa do problema com o volume, mas algumas vezes o jogo fica difícil pelo fato das notas não acompanharem o som. Espero que seja um problema do Easy, já que são poucas notas por música.

As músicas

Um dos grandes chamativos do jogo, com certeza, é a seleção de músicas. Não conferi com os spoilers dos vários blogs por aí de antes do lançamento, mas eu esperava mais “Lendas do Rock”, e amostras mais significativas das lendas verdadeiras.

Já reclamei disso em alguns fóruns, e não custa reclamar mais um pouquinho. Algumas das bandas presentes no jogo não merecem o título de “Lenda do Rock”. Simples assim. Pagaram um jabá nervoso pra entrar na lista, e estão lá. Entre elas, que eu lembro agora, estão Muse e The Killers. As músicas são boas e encaixam bem no jogo, mas não são Lendas do Rock. Entendo a preocupação em tentar agradar todo mundo, do rocker clássico que tem LPs dos Stones em casa até a piazada que baixa Avril lavigne pro iPod achando que é rock n’ roll, mas daí a dar esse nome pro jogo é um pouco forçado.

Além disso, as Lendas verdadeiras estão presentes com músicas pouco representativas, na minha opinião. Rolling Stones, Rage Against the Machine, Guns ‘n Roses, Santana, Aerosmith, Red Hot… todos presentes, sim, mas com músicas lado B. Uma pena.

Se por um lado sobrou bandinha sendo chamada de lenda do Rock, por outro faltou Rock de verdade <modo mimimi on>. Onde está Born to be Wild? Jets? Beatles? Bad to the Bone? Jimi Hendrix? Como pode um jogo de guitarra chamado Lendas do Rock não ter uma música do maior guitarrista dos tempos clássicos do Rock n’ Roll? O engraçado é que um dos personagens é a cara do Hendrix… Consigo pensar em uma dezena de músicas que poderiam estar dentro, e consigo ver mais de uma dezena que deveriam estar fora. Eu esperava mais do setlist, pra falar a verdade. <modo mimimi off>.

Ah sim, a tempo: funciona perfeitamente no HDLoader 0.8b+, com o patch do God of War. É só pular a apresentação que tudo funciona que é um tufo :)

Com o tempo vou postar fotos da guitarra e dos extras, e fazer um review do modo multiplayer.

16 respostas para Guitar Hero III – Um review

  1. Rodrigo disse:

    Perdi a minha virgindade de guitar hero nesse fim de semana. Gostei ate, mas achei que seria um Jogo-Deus. Iria comprar para o meu Wii mas mudei de ideia. A set list achei bem mais ou menos, como voce falou. Nao tem la muitas “lendas”. Os personagens ficaram horriveis mesmo, aquele vocalista parece mais um jabuti com cabelo do que com uma pessoa. Pessimo. Mas tirando isso eh um jogo bom. Mas nao comprarei, a principio.

    Por sinal: parabens por comprar original. Eh muito melhor e o jogo fica muito mais valorizado.

  2. Daniel Trezub disse:

    O que? Você tem um Wii e não vai comprar Guitar Hero? Cara, não faça isso. Ou melhor: faça isso. A guitarra do Wii é a melhor de todas, já que é a única que tem vibração e som (aproveitados do Wiimote). Quando você erra as notas aquele barulho de Crank! sai da guitarra e não da TV…
    Bom, se eu tivesse um Wii eu comprava :)
    Mas na real o que me vendeu esse jogo foi a guitarra, e a promoção de pre-order, com os extras todos. :$

  3. Sardo disse:

    Bom review, parabéns.
    Tive as MESMAS impressões que você quanto ao jogo.
    E concordo plenamente em faixas lado B. Putz, cara!

    E em relação ao Rock Band, quais são suas espectativas.
    Não olhei o SetList ainda.

    Só acho que será uma zona da porra.. hehe.

  4. […] o artigo ilustrado. Tem gente que prefere o review sem imagens, como o UOL Jogos e recentemente no review de Guitar Hero 3 do Daniel (mas como ele não postou outros reviews ainda, não dá para avaliar o estilo dele, mas […]

  5. Fernando Fronza disse:

    Cara, compartilho da sua opinião em relação a comprar jogos originais. Estou procurando feito louco esse pack com 2 guitas do GH3, por favor, me dia onde vc comprou e qto vc pagou. Obrigado.

  6. Daniel Trezub disse:

    Eu comprei na RedOctane mesmo (www.redoctane.com), mas esse pack era exclusivo de pre-order, não sei se você vai achar mais… Um amigo meu que trouxe dos EUA, mas custou US$148.

  7. […] O projeto Will It Blend (onde um maluco pega objetos-hype e tenta bater num liquidificador ultra-resistente) fez mais uma vítima: a guitarra do Guitar Hero III: […]

  8. Diego tbm disse:

    Cara vc joga no easy e vem dizer que as notas não estão cordenadas com as notas…

    Experimenta tocar no HARD pra vc ver…

    Acho que eles erraram feio na banda como vc mesmo disse o vocalista é ridiculo…

    E faltou musicas e sobrou outras…

  9. ericaorlandi disse:

    BT é designer de embalagens e gostou do que vc falou sobre o assunto. Dá trabalho mesmo.
    Quanto ao jogo, fiquei supercuriosa. Não conhecia. Vou investigar.
    Beijotchau.

  10. Daniel Trezub disse:

    Diego: realmente, do medium pra frente fica bem mais decente…
    BT: se você tem um PS2 e não conhece GH, você precisa rever seus conceitos sobre onde buscar informações sobre jogos :)
    Eu já estudei design gráfico e tal, então tenho um pouco de noção sobre a trabalheira que dá, por isso comentei isso. Esse ainda é um dos poucos motivos que me fazem comprar jogos e CDs originais.

  11. Disconnhecido disse:

    Cara eu tenho ps2 e guitar hero 3….. mas tipow ta querendo saber quanto é +- o preço da guitarra ;] to doidinho pra joga com ela =] ….Ha relaçao dos games originais, nao gosto muito de comprar original pq alem de ser caro pakas é quase a mesma coisa que os piratinha =] flws…

  12. Daniel Trezub disse:

    No site da Redoctane tem os preços das guitarras: http://www.redoctane.com
    No Paraguai (e lojas que vendem coisas de lá) tem guitarras genéricas por R$120,00. Mas quer saber? Não vale a pena. Elas são ruins, muito piores que as originais. Nesse caso o original é a escolha certa. Empenha uma grana numa guitarra boa e você não vai se arrepender.

  13. Luis F. disse:

    Comprei a alguns dias o GH3 e o GH Encore: rock the 80’s.
    Concordo que a seleção das músicas poderia ser melhor. Nos dois jogos existem varias musicas desconhecidas. Apesar disso achei que todas as que joguei até agora possuem um ritmo legal e são bacanas de tocar. Ainda temos que levar em consideração, principalmente no GH3, que varias musicas memoráveis do rock possuem algumas poucas pessoas com os direitos autorais sobre elas. Então é lógico que não é fácil colocar a música que quiser no jogo, principalmente as do Beattles, Jimi Hendrix, Elvis, etc….. E as big bands que autorizam suas musicas no jogo tbm não devem cobrar uma pexinxa não.
    Posso dar meu testemunho de que o jogo é divertidíssimo, dá pra passar horas jogando ele e dando risada. Só o fato de tocar a guitarra junto com James Dio cantando “Holy Diver” no Encore já valeu a pena cada centavo que gastei.
    Quanto aos gráficos, como jogador posso dizer que nem dá tempo de ver o que se passa no cenário, quem toca fica com os olhos grudados na tv esperando pelas notas que virão.
    Eu recomendo o jogo para aqueles que gostam de rock’n roll e sempre se imaginaram como estrelas do rock. É melhor que tocar “air guitar”. hehehe
    Abraços.

  14. Daniel Trezub disse:

    É, ontem no aeroporto eu estava lendo uma reportagem sobre o Metallica, que nunca gostou de associar suas músicas a aparelhos eletrônicos (lembram da época do Napster, que o Metallica resolveu “processar a humanidade” por ter inventado o MP3?).
    Ou seja: os caras só aceitariam colocar a música deles em um jogo se isso envolvesse MUITA grana…
    Mas que teve gente que pagou pra estar lá, ah isso teve… (ninguém me convence que Muse é uma lenda do rock, não adianta).

  15. clarissa disse:

    EU AMOOOOOOO GUITAR HERO NA VERDADE ACHO QUE SOU VICIADA POE ESSE JOGO . . . . . . . . EU NÃO PARO DE JOGAR ELE NEM UM MINUTO UHUUUUU

  16. Renato disse:

    Alguém aí que comprou no paraguai sabe o nome da(s) loja(s) onde tem o GH3 pro PS3? Tentei encomendar mas os caras que trazem dizem que não tem no paraguai ainda. Se eu falasse o nome da loja pra eles ficaria mais fácil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: