Sobre a proibição de CounterStrike

Ok. Você já deve ter visto a notícia. CounterStrike está proibido no Brasil. Um juiz de Minas determinou que o jogo deve ser proibido, baseado numa ação pública. O Procon de Minas já está notificando lan houses.

O que mais me assusta num caso desses até nem é o fato em si, afinal isso já ocorreu um monte de vezes (vide Carmaggedon e GTA, só pra citar os mais famosos). O que me assusta MESMO é o povo sair gritando que “o Procon proibiu o CS”, que “a culpa é do governo”, que “o governo Lula está implantando a censura no país”, e outras asneiras do tipo.

Primeiro: o Procon não proíbe nada, coitado. Ele só cumpre ordens, faz as leis e/ou determinações judiciais serem cumpridas.

Segundo: Quem determinou que o tal jogo fosse proibido foi um juiz. Não foi o Procon e tãopouco o governo brasileiro.

Terceiro: Juízes não são políticos. Ninguém vota em juiz. Nenhum político indica juízes. Juízes fazem concurso. Qualquer idiota pode ser juiz, é só ser formado em direito e estudar pra caceta pra passar no concurso. Não precisa ser amigo de político.

Dessa vez o governo não tem nada a ver com o peixe, gente.Não estou defendendo o governo, apenas a verdade dos fatos. Vamos nos informar antes de sair gritando, vamos?

Anúncios

7 Responses to Sobre a proibição de CounterStrike

  1. […] ao visitar os meus blog me deparo com o post do Daniel sobre a proibição do Counter-Strike, e reproduzo abaixo um dos trechos: Primeiro: o Procon não […]

  2. […] absolutamente nada de como funcionam a política e os trâmites dela (vivo bem mais feliz assim), o post do Daniel Trezub veio bem a calhar ao apontar os erros factuais deste e de vários outros posts sobre o assunto. […]

  3. Jogos proibidos. De novo.

    Na esteira dos assassinatos do Shopping Morumbi em 1999, vários jogos foram proibidos, por que alguém achou que havia uma semelhança entre os eventos e um cenário do jogo Duke Nukem 3D.
    Na época a sentença foi totalmente inócua para o mercado de…

  4. Jedi disse:

    “Qualquer idiota pode ser juiz, é só ser formado em direito e estudar pra caceta pra passar no concurso. Não precisa ser amigo de político.”

    Errado, rapaz. Só entra quem é “indicado”, ou você acha que a prova oral serve pra quê? Nunca estranhou um monte de juiz com mesmo sobrenome? x)

  5. Daniel Trezub disse:

    Bom, nunca soube que existia prova oral. Esse é nosso brasil!

  6. fabio disse:

    Olha eu acho que alguém devia fazer alguma coisa.
    esse tipo de atitude e ridícula hoje e um jogo e manha o que mais pode ser.
    temos direitos e isso fere os nossos direitos
    Um juiz acha q esta acima da lei acha que é só proibir e pronto.
    e os nossos direitos será que ninguém vê isso não???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: